Image Alt

Federação Paulista de Ciclismo

Em São Paulo, empresas listam propostas ao governo para estimular uso de bicicleta

A Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike) elaborou dez propostas ao poder público para estimular o uso de bicicletas no país em meio à reabertura das cidades diante da pandemia do novo coronavírus.

“É necessário que o poder público entenda e leve a sério esta questão – como já acontece em diversas partes do mundo”, disse a entidade.

A expectativa da Associação, que conta com mais de 80 associados, entre fabricantes, montadores, importadores, distribuidores e lojistas, é que a bicicleta se torne uma alternativa àqueles que se deslocam pela cidade e tentam evitar aglomerações no transporte público.

A elaboração das propostas acontece depois de a entidade registrar aumento de 50% nas vendas de maio, na comparação com o mesmo período do ano passado.

As 10 propostas

1 – Ampliar rede de ciclovias, ciclofaixas, bicicletas compartilhadas e bicicletários permanentes nas cidades brasileiras, além de permitir maior acesso de bicicletas ao transporte coletivo (intermodalidade).

2 – Reduzir a carga tributária sobre as bicicletas, para que a população tenha acesso a bicicletas mais baratas e de maior qualidade.

3 – Criar uma rede extra de ciclovias e ciclofaixas temporárias nas cidades brasileiras, para auxiliar os trabalhadores de atividades essenciais durante a pandemia e no processo de saída dela.

4 – Criar uma linha de crédito atrativa, junto aos bancos públicos, para financiamento de aquisição de bicicletas e bicicletas elétricas pela população brasileira.

5 – Distribuir um voucher de R$ 100 para custear especificamente a revisão e o conserto de bicicletas usadas pela população. 6. Alterar legislação trabalhista para obter pleno reconhecimento da bicicleta como meio de transporte por trabalhadoras e trabalhadores, incluindo a manutenção do vale-transporte pelo uso de bicicleta.

6 – Alterar legislação trabalhista para obter pleno reconhecimento da bicicleta como meio de transporte por trabalhadoras e trabalhadores, incluindo a manutenção do vale-transporte pelo uso de bicicleta.

7 – Criar uma política nacional de ciclologística para estimular e dar segurança às entregas feitas em bicicletas em todo o país – desde sempre consideradas um serviço essencial.

8 – Criar políticas públicas (nacionais e regionais) para desenvolvimento do cicloturismo, como forma de aquecer o turismo no país com segurança e distribuição de renda.

9 – Ofertar mais áreas para o ciclismo esportivo e para o lazer em todo o país.

10 – Criar um programa nacional de fortalecimento da economia verde, estimulando setores produtivos que contribuem ativamente para o combate às mudanças climáticas.

Fonte: uol.com.br

Add Comment

Fale com a gente

A federação está iniciando um novo ciclo que pessoas fantásticas

[contact-form-7 404 "Não encontrado"]

Ligue agora para mais informações

Clique na imagem e veja o resultado das provas

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Federação Paulista de Ciclismo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.