Image Alt

Federação Paulista de Ciclismo

Sob protocolo de segurança, Brasil Ride realiza prova de ciclismo entre Pardinho e Botucatu

A sétima edição da Road Brasil Ride, premiada prova de ciclismo de estrada e eleita uma das dez melhores do gênero na América do Sul, foi realizada neste domingo (8) em Pardinho, na região da Cuesta Paulista. Enquanto na distância mais desafiadora, a 100k, os campeões foram os ciclistas Guilherme Couto (GRC Construtora) e Marcella Toldi (4Fun Bike Center/Specialized Brasil), na 70k levaram a melhor os atletas Victor Fusi (Ciclismo São Carlos) e Viviane Lourenço (Alta Performance Ciclismo). Esta foi a primeira prova da Brasil Ride depois do início da pandemia da Covid-19 e todos os participantes cumpriram um rigoroso protocolo de segurança.

Guilherme Couto lidera nos quilômetros finais
(Fabio Piva / Brasil Ride)

Guilherme Couto foi o primeiro ciclista a cruzar a linha de chegada do 100k, com o tempo de 2h37min09. Logo em seguida, pouco mais de um minuto depois do campeão, Vitor Teixeira (São José Ciclismo/Bike Padrão) e Douglas Amaral (Escalera) completaram a prova, fechando o top 3 do masculino, com os tempos de 2h38min19 e 2h38min33, respectivamente.

Natural de Pouso Alegre, no Sul de Minas Gerais, Guilherme Couto fez neste ano a sua estreia na Road Brasil Ride. Há pouco mais de um ano e meio, o jovem de 26 anos começou a pedalar com seu pai apenas com o intuito de fazer mais um treinamento aeróbico. Após tomar gosto pelo esporte, começou a treinar com maior frequência, passando a treinar com planilha específica para o ciclismo

“Como a prova começa logo no pé da Serra, nos primeiros quilômetros eu e mais um atleta conseguimos fazer uma fuga. Fomos juntos escapados até o momento em que faltavam cerca de dez quilômetros para o fim. Nisso, senti que ele estava um pouco cansado e ataquei em uma serrinha, para garantir a vitória”, relatou Guilherme. “Estou muito feliz com essa conquista. Confesso que para mim ainda não caiu a ficha do quão importante foi essa vitória, em um evento tão bem organizado e de ótima estrutura como a Road Brasil Ride”, complementou.

Os 100 km feminino – Entre as mulheres, a ciclista mais rápida a completar o 100k foi a paulista Marcella Toldi. Mati, como é conhecida, completou o percurso em 2h53min19, exatos dez minutos à frente da vice-campeã, Cristiane Silva (Alta Performance Ciclismo), com o tempo de 3h03min21. Em terceiro lugar ficou Erika Soares (LuluFive Team), completando o top 3 do geral feminino.

Pelotão durante a prova
(Fabio Piva / Brasil Ride)

“Nunca tinha competido na Road Brasil Ride e as pessoas com que eu falei me avisaram da dificuldade, principalmente pela serra logo depois da largada. Ou seja, me aconselharam a não fazer força demais na largada porque eu pagaria a conta depois. Não ouvi os conselhos e ainda levei a Maira, da LuluFive, junto comigo e saímos bem forte. No fim da serra, dei uma afogada e o pelotão chegou mais perto”, disse Mati, ciclista de 36 anos.

“A Cris Silva chegou a me passar, mas soube respeitar o momento. Passando no meio de Pardinho, veio um pelotão forte e ela não conseguiu acompanhar. Me segurei com todas as forças e foi como falaram, um monte de subidas duras, uma atrás da outra. Cheguei na linha de chegada acabada. No limite do limite. Estava muito quente, a prova foi super organizada. Errei a estratégia e dei bastante sorte. Daqui duas semanas, estou de volta para o Warm Up do Festival Brasil Ride”, concluiu.

Top 3 nos 70k – No percurso mais curto, o de 70 km, as vitórias foram de Victor Fusi e Viviane Lourenço, que cruzaram a linha de chegada com os tempos de 1h57min06 e 2h14min57. Entre os homens, o top 3 teve ainda os ciclistas Márcio Paes (1h58min22) e Marcelo Walton (2h04min39). Já entre as mulheres, completaram o pódio Maria Beatriz Moraes (2h28min39) e Gabrielle Autran (2h28min41).

Organização satisfeita – O fundador da Brasil Ride, Mario Roma, fez seu resumo sobre o dia que marcou a volta do Tour Bike. “Estou feliz de ver novamente as pessoas juntas, respeitando as regras de segurança. Muito bom sentir o sorriso de todos os atletas, mesmo por trás das máscaras. O sorriso não está mais só na boca, mas também está expresso nos olhares das pessoas após a realização da Road Brasil Ride”, disse Mario Roma. 

Add Comment

Fale com a gente

A federação está iniciando um novo ciclo que pessoas fantásticas

[contact-form-7 404 "Não encontrado"]

Ligue agora para mais informações

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Federação Paulista de Ciclismo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.