Image Alt

Federação Paulista de Ciclismo

Francisco Chamorro e Alice Melo vencem a 73ª Prova Ciclística 9 de Julho

Prova marcada pela chuva e temperaturas amenas em São Paulo,

atraiu mais de 3 mil ciclistas na Marginal Pinheiros

São Paulo (SP) – A mais importante e tradicional disputa do ciclismo nacional retornou ao calendário em grande estilo e conheceu na manhã deste domingo (9) os campeões de sua 73ª edição. Na Elite Masculina, o topo do pódio contou com um velho conhecido e que agora se isola como o maior vencedor da Prova, o argentino Francisco Chamorro (Unifunvic/Gelo/ Pindamonhangaba) sagrou-se campeão, ao completar as cinco voltas no circuito de 20 km montado na via expressa da Marginal Pinheiros em 2h15min50s406, faturando seu quarto título na disputa.

No feminino, Alice Melo (ABEC Rio Claro), que já havia disputado outras edições da Prova, sentiu o gosto de conquistar seu primeiro título. A atleta completou as duas voltas da Elite feminina com o tempo de 1h07min37s, com uma diferença de poucos segundos para a vice-campeã.

A chuva foi a protagonista da 73ª edição da Prova Ciclística 9 de Julho. Uma garoa persistente começou ainda na madrugada. E aumentou de intensidade nas primeiras horas da manhã. Na largada da Elite feminina, às 06h20, os termômetros registravam temperatura na casa dos 15º, e a chuva continuava, porém mais forte. Mesmo assim, o clima não desanimou os competidores presentes na disputa.

Claro, que a chuva desanimou um pouco, e espantou os fãs. Mas fizemos um evento lindo. A prova transcorreu de forma tranquila e sem imprevistos. Com certeza, foi uma edição de sucesso, ainda mais porque é sempre desafiador correr aqui na Marginal Pinheiros. Mas, atendemos a todos os critérios, e fizemos uma prova muito boa e segura. Voltamos ao calendário e com mais força para os próximos anos, graças ao esforço e apoio do vereador Sansão Pereira, que tornou isso possível”, salientou José Claudio – o Facex, presidente da Federação Paulista de Ciclismo.

Apesar de ser argentino, Francisco Chamorro, correu se sentindo em casa. Um exímio conhecedor do circuito, Chamorro não teve dificuldades para garantir seu quarto título na disputa.

Aqui é um circuito que conheço bem. E pude ao longo da Prova assessorar aos competidores da equipe, corremos usando a estratégia do time, e deu resultado, tanto que colocamos dois atletas no pódio, entre os cinco primeiros. Eu pude curtir a Prova, e aproveitei todas as oportunidades para voltar a vencer. É uma Corrida muito importante, e é sempre especial disputar e vencer a 9 de Julho, mesmo sendo minha quarta conquista nessa Prova. Claro que a chuva atrapalha um pouco, especialmente na questão de pequenos buracos que possam ter no circuito, que com a chuva pode ficar perigoso. Mas, felizmente, tudo transcorreu muito bem, não houve incidentes e isso é o mais importante”, destacou Francisco Chamorro, de 41 anos.

Feras como Kácio Freitas (Swift Carbon Pro Cycling Brasil), vencedor do GP São Paulo 2022, foi ao pódio com o segundo lugar. Lauro Chaman (Swift Carbon Pro Cycling), tricampeão da Copa do Mundo e medalhista paraolímpico ficou em terceiro. Roberto Pinheiro da Silva (Unifunvic/Gelo/Pindamonhangaba) e Armando Reis da Costa Camargo (Indaiatuba Cycling Team) completaram o pódio da Elite Masculina, com quarto e quinto lugares, respectivamente.

Alice Melo, atleta do Rio Grande do Norte, e que compete por Rio Claro, ficou muito contente com a vitória na Elite feminina. A ciclista de 28 anos enfatizou a importância da Prova e de vencer a 73ª edição da Prova Ciclística Internacional de Julho.

Estou muito feliz com esse resultado, e por poder levar a vitória para meu time, a ABEC Rio Claro. Essa é a principal Prova do ciclismo nacional e é muito bacana ela retornar ao calendário. Parabenizo a organização por fazer o impossível se tornar possível, realizando essa Prova em plena Marginal Pinheiros. Foi uma disputa de recuperação. Eu larguei atrás e até meio atrasada, mas fui buscar. Na base da estratégia, consegui a recuperação. No km 6 eu já tinha alcançado o pelotão e aí foi uma questão de usar a cabeça e trabalhar com paciência. No quilômetro final, eu e duas outras atletas fizemos uma fuga, abrimos bem pouco, mas foi suficiente para cruzar em primeiro lugar”, comemorou Alice Melo, vencedora na Elite Feminina.

Gisele Gasparatto (Lulus Team) foi a segunda colocada. Wellyda Rodrigues (ABEC Rio Claro) ficou em terceiro. Thayna Araújo de Lima (Santos Cycling Team / Fupes) e Carolina Barbosa Alves do Nascimento (Indaiatuba Cycling Team) completaram o pódio no feminino.

Resultados da 73ª Prova Ciclística Internacional 9 de Julho:

Elite Masculina – 5 voltas:

1)   Francisco Chamorro (Unifunvic/Gelo/Pindamonhangaba), 2:15:50.406

2)   Kacio Freitas (Swift Carbon Pro Cycling), 2:15:50.584

3)   Lauro Cesar Moro Chaman (Swift Carbon Pro Cycling), 2:15:50.812

4)   Roberto Pinheiro da Silva (Unifunvic/Gelo/Pindamonhangaba), 2:15:50.912

5)   Armando Reis da Costa Camargo (Indaiatuba Cycling Team), 2:15:50.997

Elite Feminina – 2 voltas:

1)   Alice Melo (ABEC Rio Claro), 1:07:37.615

2)   Gisele Gasparotto (Lulus Team), 1:07:38.021

3)   Wellyda Rodrigues (ABEC Rio Claro), 1:08:05.005

4)   Thayna Araújo de Lima (Santos Cycling Team), 1:08:05.094

5)   Carolina Barbosa Alves do Nascimento (Indaiatuba Cycling Team), 1:08:05.095

Federados 30+

Masculina – 3 voltas:

1)   Simon Pierre de Groote (Macieira), 1:25:57.813

2)   Rafael Pereira (Avulso), 1:25:58.072

3)   Felipe Alex Ribeiro (Front Racing), 1:25:58.161

Feminina – 2 voltas

1)  Yassmin Syagha (Time Jundiaí), 1:08:08.565

2)  Raphaella Pelaquim (Alpha Bikers), 1:19:26.248

3)  Flaviana Chung (Edu Ultrateam), 1:19:27.903

4) Thais Oliveira (Team Altino – Osasco), 1:26:37.955

Federados 40+

Masculina – 3 voltas

1)   Felipe Santos (Mogi Ciclismo O Bike Padrão), 2:15:41.115 – 4 Voltas

2)   Edgar Tokko (Brea Kaway/Bike Extreme Team), 1:33:39.120

3)   Fabiano Motta (UCRJ / Turim), 1:33:39.211

Feminina – 2 voltas

1)   Daniela De Oliveira (Time Jundiaí De Ciclismo), 1:08:07.518

2)   Luana Ribeiro (Bruno Bones), 1:08:08.511

3)   Kelly C Serafim (BSB Bike Clube), 1:08:08.927

Federados 50+

Masculina – 2 voltas

1)   Juliano Augusto De Pádua (Komtainer Veloshop), 1:09:08.481

2)   Hamilton Souza (Team Barra Bonita ACL), 1:09:08.807

3)   Raphael Luiz Nogueira (Evolua / Fonte Treinos), 1:09:08.861

Feminina – 2 voltas

1)   Silvia Ribeiro Nardi Sanches (Team Cycling Nards), 1:08:07.347

2)   Ana Paula Elias (Scatt Santos / São Bernardo), 1:19:07.694

3)   Mirelle Mota Ribeiro (Sharks Cycle Team), 1:19:26.324

4)   Ana Cristina Alves (Renegados Team), 1:27:55.689

Junior

Masculina – 4 voltas

1)   Luiz Fernando Bomfim (Performance Dantas Team), 2:06:49.455

2)   Peterson Senegaglea (Ribeirobiketeam), 2:06:49.657

3)   Leonardo Fernandes (FUNDESPORT / ARARAQUARA), 2:06:50.806

Sub-23

Masculina – 5 voltas

1)Luan Carlos Rodrigues (INDAIATUBA CYCLING TEAM), 2:15:51.102

2) Pedro Miguel Freitas De Oliveira (Indaiatuba Cycling Team), 2:15:51.278

3)Julio Mateus Antunes Silva (Santo S Cycling Team / FUPE), 2:15:51.614

Feminina – 2 voltas

1) Amanda Kunkel (Clube Maringá Ense De Ciclismo), 1:08:06.454

2) Letícia Cobeio (Lulus Team), 1:08:06.719

3) Lara Gabriela (Smel Foz Do Iguaçu), 1:08:07.675

Sub-30 – Masculina – 3 voltas

1)  João Vieira (Avulso), 1:43:50.603

2) Vitor Bonassa (LCI CYCLING TEAM), 1:43:50.739

3) Leonardo Vinicius Ribeiro (Equipe Bigi Esporte / Osasco), 1:43:50.838 

A 73ª Prova Ciclística Internacional 9 de Julho tem organização técnica da Federação Paulista de Ciclismo e contará pontos para o Ranking Paulista de Estrada 2023 e para o Ranking Brasileiro da CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo), na classe 3. O carro-madrinha oficial é um Commander Overland Diesel, fornecido pela Jeep Divena.

Add Comment

Fale com a gente

A federação está iniciando um novo ciclo que pessoas fantásticas

Erro: Formulário de contato não encontrado.

Ligue agora para mais informações