Image Alt

Federação Paulista de Ciclismo

História da Bicicleta NSU

Ficha Técnica
Bicicleta NSU, aro 26, ano 1948, modelo masculino, montada com freio sobre pneu na roda dianteira e contrapedal na roda traseira, equipada com farol, dínamo e descanso central.
Origem: Alemanha
Condição: Original/Reformada
Acervo: MuBi.

Falar ou escrever sobre as bicicletas “NSU” indiscutivelmente é um prazer, devido à excelência na produção de qualquer modelo, seja ele masculino, feminino ou infantil. Ademais, é uma marca com tradição e que cresceu forte. Seu nascimento está ancorado no ano de 1873, quando os amigos e sócios Heinrich Stoll e Christian Schimidt montaram uma fábrica para produção de máquinas de costura automáticas, a Neckarsulmer Strickmaschien Union, ou “NSU”, cujo principal mercado consumidor era a Áustria.

© Valter F. Bustos

Como a qualidade, competência e durabilidade de qualquer produto incomodam, a Áustria quintuplicou a taxação sobre o produto dos amigos, que mudaram para as proximidades de Stuttgart para não falirem. De olho no mercado Europeu, descobriram o produto que todos almejavam: a bicicleta. Inicialmente eles produziram modelos parecidos com as inglesas, e importavam algumas peças para montagem. Por essa época os biciclos estavam com os dias contados, e a “NSU” em 1888 lançou sua primeira bicicleta baixa, ou seja, com as rodas ou aros do mesmo tamanho.

Segundo consta em sua história, em 1889 foram produzidas 200 bicicletas e a fábrica tinha 60 funcionários na linha de produção. Por outro lado há uma controvérsia quanto ao nome da empresa. O primeiro abre o texto, e o segundo se refere aos rios que cortavam a cidade, o Neckar e o Sulm, acrescido de Union. Existe ainda uma terceira grafia: “Naeh UndStrick Union”, cuja tradução seria “costura e tricô união”.Conflitos ou preferências à parte, a NSU conquistou o mundo e chegou a produzir até veículos militares sobre esteiras para o exército alemão. Suas bicicletas foram comercializadas por toda a Europa e em mais de uma centena de países. O Brasil foi um grande importador, principalmente para a região sul, cuja base da colonização foi germânica. Não sem razão, elas são encontradas no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. São peças robustas e confiáveis, em sua maioria equipadas com freios sobre pneu na roda dianteira, e contrapedal na traseira.

Como cada uma de nossas bicicletas possuem uma história especial, esta compramos no bairro Costa e Silva da viúva de um tecelão de Joinville. Ela foi adquirida nova, portanto, sem uso, e durante mais de quatro décadas serviu como veículo de passeio e de trabalho. Trata-se de uma bicicleta aro 26 balão, para os proprietários ou colecionadores com um pouco mais de conhecimento, com quadro tipo “estilingue”, mais alongado e baixo, com outra característica marcante que é o garfo com maior curvatura e projetado para a frente, que proporciona uma direção mais segura.

Mais do que transporte e lazer, as bicicletas desse período (anos 40 e 50) eram verdadeiros utilitários onde a família era transportada, e também os sacos de milho, farinha e arroz, razão dos bagageiros reforçados com uma ou mais travessa soldada na vertical.

Além de seu “Torpedo 48” que confirma sua data, a logomarca sobre o para-lama dianteiro e a plaquinha ou brasão na caixa de direção “NSU-OPEL” confirmam a datação. Os para-lamas foram trocados devido a corrosão e desgaste pela ação do tempo. Outra coisa que desperta a atenção é que o eixo do movimento central possui as pontas quadradas, semelhante às bicicletas de MTB e Speed atuais. Farol Newmann e selim com mola dupla fecham o requisito de conforto e segurança de uma boa bicicleta. A marca, que possui milhares de admiradores pelo mundo, no final dos anos 60 foi vendida para a VW, desaparecendo completamente em 1984 para firmar as marcas VW-Audi. Como dizem: “Uma lenda nunca morre”. As bicicletas e motocicletas “NSU” continuam andando e conquistando cada vez mais admiradores.

Fonte: Revista Bicicleta

Add Comment

Fale com a gente

A federação está iniciando um novo ciclo que pessoas fantásticas

[contact-form-7 404 "Não encontrado"]

Ligue agora para mais informações

Clique na imagem e veja o resultado das provas

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Federação Paulista de Ciclismo will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.